Tuesday, December 05, 2006

i am currently

Saturday, May 21, 2005


hoje é um bom dia pra fazer isto.
já não há muito que me prenda aqui.
posto isto, acaba-se com este ombro amigo descartável.
não por nenhuma razão especial, apenas porque sim, porque já não tenho sobre que escrever, ou pelo menos, ultimamente não tenho tido sobre que escrever, nem sequer vontade de o fazer.
deixou de ter razão de ser.

não estou a escrever à espera que me peçam pra voltar, porque isso não ia mudar em nada este meu estado de apatia cerebral e consequentemente esta decisão de acabar com o blog,e também sinceramente, duvido que isto ainda seja visitado por alguém :P

bem, isto não é bem um ponto final...talvez umas reticências (das quais eu gosto tanto)..mas não gosto de deixar as coisas inacabadas. é inestético! :P

bem, sem mais nada a acrescentar...

The End Posted by Hello

Saturday, May 07, 2005


eu e o meu Tiago...no Verão...como eu sinto saudades do Verão passado...:( a felicidade que me preenchia o coração..a ausência de problemas...quando me deitava e simplesmente adormecia..sem estar preocupada com nada...ou triste...tenho saudades do tempo em que n Posted by Hello

a montagem com que o meu querido Mesquita me presenteou há uns tempos (: Posted by Hello

lá na escola nasceram de dois ovinhos 2 pintainhos numa estufa (a proposito de uma exposição sobre a Natureza), o Zé e o Falcão. O Zé é todo esperto, é amarelinho e aninha-se todo na minha mão..o Falcão nasceu antes do tempo, porque as contínuas abriram-lhe a casca antes do tempo, e está um pouco debilitado, mas há-de ir ao sítio :) estou um bocadinho apaixonada por eles, são tão pequeninos... Posted by Hello

Esta é a minha outra gata..mas não é malvada, pelo contrário...é mansinha (: Posted by Hello

esta é a Elis..a minha gata mais malvada...a seguir ao Jobim...que foi para o ceuzinho dos gatos :( Posted by Hello

Monday, April 25, 2005


é preciso dizer mais alguma coisa? ... só que eu quero ir dias 9, 11 e 13....quem vem comigo? (: Posted by Hello

don't you mess with me... Posted by Hello

deixa eu fazer birrinha como se fosse pequenininha (: Posted by Hello

can i get you something to drink? Posted by Hello

Sunday, April 24, 2005

sonho de uma noite de verão

deixei-te adormecer nos lençóis brancos e frios de verão
que te envolviam e abraçavam como eu sempre desejei fazer
escondi-me e fiquei a olhar-te e a contemplar-te
horas sem fim...num deleite infinito
por fim adormeci com um sorriso nos lábios
quando acordei era eu quem estava deitada nos lençóis que antes te envolviam
e eras tu que me contemplavas embevecido e apaixonado


beijaste-me os meus lábios suavemente
cheguei a questionar-me se eram os teus lábios
ou a brisa quente de verão que me beijava
depois olhaste para mim, com os teus olhos negros, profundos
os meus oscilaram...focava ora os teus olhos que me desnudavam, me faziam sentir completamente vulnerável
ora a tua boca vermelha, com os teus lábios voluptuosos e apetecíveis
agarraste os meus cabelos e puxaste-me para ti
beijaste-me com a fúria de um vulcão
e com a paixão dos amantes proíbidos


acordámos horas mais tarde
um nos braços do outro
as pernas envoltas no branco dos lençóis
olhaste-me e suspiraste
eu aninhei-me ainda mais em ti
e voltei a adormecer ao som do bater do teu coração
com o aroma do teu corpo masculino e perfeito

Thursday, April 21, 2005

1 ano, a nossa pequena eternidade


Não sei que escrever...sinceramente...
se juntar todos os posts de cada mês talvez me aproxime da maravilha de realidade que é viver contigo...

Eu sei que há dias difíceis, todos nós os temos...
Eu sei que o meu feitiozinho da merda não ajuda em nada (e o teu também, deixa lá que te diga...)
Epá, mas o meu amor por ti é tão grande e tão bonito que eu não o quero trocar por nada...mesmo nada, meu Principezinho(:

1+2+3+4+5+6+7+8+9+10+11+12=1
<=> 365
<=> felicidade infinita (infinito) supostamente é elevado ao infinito!

Amo você

Sunday, April 17, 2005

Quero-te assim...

as minhas maos passeiam-se por ti,
as tuas demoram-se em mim
a tua lingua humedece os meus lábios,

os meus lábios derretem-se em ti
e à medida que a noite avança,

as tuas investidas aumentam
as minhas defesas diminuem,

e eu cedo ao prazer que és tu em mim
eu em ti

e nós no infinito de um relógio parado